Copy
                                                               

 
   
informativo
# agosto 2016

DESTAQUE DO ACERVO
 
No mês de agosto, o objeto selecionado como destaque do acervo é um lava-olho. Também conhecido como "cálice ocular", era utilizado para higienizar, umedecer e refrescar os olhos com substâncias líquidas.

Para sua utilização, primeiramente era realizada uma limpeza externa por meio da higienização das mãos, pálpebras, sobrancelhas e cílios para eliminar o pó e outras possíveis sujidades. Em seguida, colocava-se no lava-olho a solução que seria utilizada (geralmente soro fisiológico ou água filtrada e fervida). Então, inclinava-se a cabeça do paciente, com o olho aberto, de forma a encaixar perfeitamente a cavidade ocular na peça, por tempo que variava entre 30 segundos e 1 minuto, realizando leves movimentos com a cabeça.

As peças de vidro, comuns até a década de 1970, foram substituídas por lava-olhos de plástico, com formato semelhante ao que o Museu possui, porém sem pedestal.  Hoje em dia ainda é possível encontrar variações desse objeto, presentes em fábricas que trabalham com produtos  químicos ou, ainda, em versões de plástico vendidas em farmácias. O lava-olho que faz parte de nosso acervo foi doado na década de  1980 por Ida Della Mea Buchholz.


Pesquisa e texto de Thaís Guaragna Morales, graduanda em Museologia e estagiária do Museu.
Nosso agradecimento especial à equipe do Museu de História da Medicina pela colaboração na obtenção de informações sobre o objeto.

 
ZINE TRAVESSIA TRAZ PERFIL DE BERNARDINO PAULO

Foto: Divulgação Zine Travessias.

Bernardino Paulo da Rosa Bernardes (mais conhecido como Seu Paulinho) é funcionário do Museu há 23 anos e teve seu perfil elaborado pela escritora Julia Dantas para a 2ª edição do Zine Travessias, projeto do coletivo de jornalismo cultural Nonada - Jornalismo Travessia. Cinco perfis com a temática da memória fazem parte do zine que conta também com textos de Giulia Barão, João Vicente Ribas, Priscila Pasko e Rafael Gloria.

Leia abaixo o 1º parágrafo:

"Seu Paulinho atravessa o quintal do Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo devagar, em direção a um amontoado de pitangueiras. A grama está alta, ele reclama, cresce muito rápido nesses dias de chuva e o DMLU não dá conta de cortá-la mais que duas vezes por mês. Fala e continua caminhando para as árvores, parece que não sabe aonde vai, mas quando alcança os primeiros ramos, estende o braço direito e, como quem abre uma passagem secreta, revela o velho bonde amarelo escondido atrás das plantas e (pouco) protegido por uma estrutura de madeira que, assim como o bonde, já viveu dias melhores."
 
NOVIDADES NA EXPOSIÇÃO “TRANSFORMAÇÕES URBANAS: DE MONTAURY A LOUREIRO" 
 
Foto: Arthur Becker.

Com o final da mostra “Tambores de Porto Alegre”, aproveitamos para fazer algumas mudanças na exposição de longa duração “Transformações Urbanas: de Montaury a Loureiro”, localizada nas salas 2 e 3 do Museu. Algumas vitrines foram modificadas com a substituição dos objetos expostos por outros que estavam guardados em nossa Reserva Técnica.  Textos e legendas também foram revisados.

Um caso interessante é a mesa utilizada por Alberto Bins, durante sua gestão na Prefeitura de Porto Alegre. Ela já estava exposta na sala 3, inclusive durante “Tambores de Porto Alegre”, onde recebeu o acervo de Mestre Borel. Agora, ela vai servir como gatilho para questionamentos sobre a cidade e museu, proporcionando novas alternativas para as mediações tanto com escolas como com o público espontâneo.

Na mesma sala, há uma caixa confeccionada para as comemorações do Centenário Farroupilha, em 1935. Ela foi enterrada sob um monumento de granito no Parque Farroupilha, permaneceu ali durante 61 anos e foi retirada pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Porto Alegre (SMAM) em setembro de 1996, possibilitando a revelação e divulgação de seu conteúdo: objetos, reportagens, convites, folders, catálogos, entre outros documentos relativos à Exposição do Centenário Farroupilha. O hábito de guardar informações e objetos de uma determina época para o futuro em “cápsulas do tempo” é antigo, sendo que já foram encontradas cápsulas datadas do século XVIII. Este viés será apresentado na mostra.
Venha visitar!
 
ESTUDANTES DO CURSO DE MUSEOLOGIA PESQUISAM O ACERVO
 
Foto: Guilherme Lund.

Cada objeto possui sua trajetória. Alguns possuem sua utilidade alterada com o passar do tempo e é um dos papéis do museu preservar a memória dessas trajetórias. No curso de Museologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) há a disciplina de Cultura Material e Cultura Visual na Museologia Brasileira. Neste semestre, a professora Fernanda Carvalho de Albuquerque realizou uma parceria com o Museu, possibilitando aos estudantes pesquisarem objetos de nossos diferentes acervos. Moedas comemorativas da Exposição do Centenário Farroupilha (e seu impacto sobre o Parque da Redenção), o espartilho (e a modelagem dos corpos femininos) e um aparelho de barbear (e o ato de barbear-se) são algumas das reflexões produzidas a partir da pesquisa. 

Confira os trabalhos completos aqui.
 
RESULTADO DO 1º CONCURSO CULTURAL DE INTERVENÇÃO GRÁFICA DIGITAL NO ACERVO DA FOTOTECA

Autores: Jessica Azambuja Moroszczuk, Vinícius Tedeschi Viñas, Mona Lisa Locks, Júlia Fernandes de Carvalho. 

Recebemos dez intervenções de seis autores para o 1º Concurso cultural de intervenção gráfica digital no acervo da Fototeca.

O júri técnico concedeu destaque aos seguintes trabalhos:

Intervenção 8, de Mona Lisa Locks
Intervenção 9, de Vinícius Tedeschi Viñas
Intervenção 10, de Jessica Azambuja Moroszczuk
 
O júri popular selecionou a intervenção 2, de Júlia Fernandes de Carvalho.

Agradecemos a Hernando Rosa, Julia Fernandes de Carvalho, Richard Punsch - Coletivo Qorpo Santo, Mona Lisa Locks, Jessica Azambuja Moroszczuk e Vinícius Tedeschi Viñas!

A galeria virtual já está online! Acesse aqui e conheça todos os trabalhos.
Em setembro, durante a Primavera dos Museus, ocorrerá uma nova edição! Contamos com vocês!
 
NOS BASTIDORES

ACERVO ONLINE

Buscando atender a uma demanda antiga do público, em breve nosso acervo estará acessível para consulta online. Uma parceria com a Procempa viabilizou o desenvolvimento de um banco de imagens onde serão disponibilizados os diferentes acervos do Museu para pesquisa. Em um primeiro momento, estamos inserindo parte do acervo da Fototeca Sioma Breitman que conta, atualmente, com quase 9 mil imagens da Porto Alegre dos século XIX e XX. O objetivo é facilitar a pesquisa e acesso a todas as nossas coleções. Na sequência, o acervo tridimensional e o arqueológico serão inseridos na base. Em breve o link será disponibilizado para pesquisa pública.


AGENDE-SE

26 de agosto, sexta-feira, às 19h – Cine Reflexão, no auditório do Museu.

28 de agosto, domingo, às 16h – Roda de Samba Instituto Brasilidades, no jardim do Museu.


 






This email was sent to <<Email Address>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo · Rua João Alfredo, 582 · Porto Alegre, RS 90050-230 · Brazil

Email Marketing Powered by MailChimp