Copy
Não está visualizando este e-mail?
Fique por dentro do que acontece no ICV
Cabeçalho com logomarca do ICV
Edição #28 | 15 de Agosto de 2019
A discussão sobre os dados do desmatamento se intensificou nas últimas semanas em todo o país. O tema é extremamente relevante para nós, que utilizamos as bases de dados públicas tanto do INPE quanto da SEMA-MT, há anos, para apresentar análises detalhadas sobre o estado florestal de Mato Grosso e o status de implementação das políticas ambientais. O destaque desta edição não poderia ser diferente: fizemos uma análise das características do desmatamento no Cerrado de Mato Grosso. Esta edição também traz notícias do projeto Redes Socioprodutivas e iniciativas de restauração florestal.

Boa leitura!
Mapa de Mato Grosso com as áreas de concentração do desmatamento destacadas
Mato Grosso perdeu quase mil quilômetros quadrados de Cerrado em 2018. Estudo do ICV mostra que apenas uma pequena fração desse desmatamento foi feita com autorização do órgão ambiental, obedecendo a legislação vigente. A taxa de ilegalidade inaceitável e persistente, 95% neste ano, é uma das maiores ameaças à conservação do bioma.
NOTÍCIAS DO MÊS

ICV doa sementes para apoiar restauração florestal em Nova Monte Verde

Sementes suficientes para a produção de cerca de 800 mil mudas de árvores nativas no viveiro público do município. A doação foi recebida pelo secretário municipal de Agricultura da cidade, Mário Sérgio Nascimento, que é produtor de leite e parceiro do Projeto Redes Socioprodutivas, coordenado pelo ICV com apoio do Fundo Amazônia.
Foto mostra grupo de pessoas recebendo sacos de sementes embaixo de uma árvore

Encontro discute agricultura familiar e as mudanças climáticas

Fórum Mato-Grossense de Mudanças Climáticas tem promovido discussões sobre as contribuições que Mato Grosso pode oferecer ao esforço global contra as mudanças climáticas. Este foi o terceiro e teve a pauta centrada no papel e nas particularidades da agricultura familiar.
Foto do coordenador do programa de Negócios Sociais do ICV, Eduardo Darvin

Produtores se unem em rede para impulsionar a agricultura orgânica

Com a Rede de Produção Orgânica da Amazônia Mato-grossense (REPOAMA), famílias terão mais articulação e força para enfrentar as dificuldades burocráticas e amenizar os altos custos do processo de registro. O principal objetivo da Rede é viabilizar a certificação a partir da implementação do Sistema Participativo de Garantia..
Foto do grupo de agricultoras e agricultores que criaram a Rede
Para ler sem pressa
Agricultura familiar: leis, obrigações e impostos
Aproveitando a notícia da criação da REPOEMA, vale lembrar desse guia que fizemos sobre ICMS aplicado a produtos agroflorestais, Microempreendedor Individual, aposentadoria rural, e vários outros temas.
Baixe o pdf.
Segue lá 👇
Confira no nosso YouTube a história dessa doação para a Associação Protetora Amamos Animais de Alta Floresta.
Instagram
Facebook
Twitter
YouTube
LinkedIn
Deu na imprensa
O editor da revista Globo Rural esteve em Alta Floresta para conhecer o projeto Redes Socioprodutivas. De volta a São Paulo, ele falou sobre o trabalho que estamos realizando, com apoio do Fundo Amazônia, para apoiar a agricultura familiar e extrativista da região Norte e Noroeste.

Ouça o comentário
Acesse o site Acesse o site
Fale conosco Fale conosco
Creative Commons 2019 Instituto Centro de Vida.


atualizar minhas preferências - não quero mais fazer parte desta lista

Email Marketing Powered by Mailchimp